14 de jun de 2011

outro momento



e se te disser que a terra é curva?
que o planeta é plano?

rasgarás os dias?
desfolharás o calendário?

só os números se sucedem sucedâneos,
entregues a uma contagem condicionada,
onde,
solto da gravidade,
se sente o fio da existência.

havendo medidas,
terá sempre que se desfraldar um recomeço.

nas espirais do tempo rege a ilusão das metas, mas nada deixa de fluir.

um passo termina,
outro momento acontece.

e festeja-se!


Vicente Ferreira da Silva

Um comentário:

  1. ah Regina!

    ficou fantástico. que bela foto.
    muito, muito obrigado.

    grato
    Vicente

    ResponderExcluir