21 de mar de 2009

PRIMAVERA


PRIMAVERA
(Genaura Tormin)

Campos floridos, relva verde, vida nova!
A natureza em festa no oráculo das manhãs.
O sol chega atrevido, faceiro, bonito,
Alumbrando os restos de madrugada.
E o vento assobia dengoso,
Acordando as flores sonolentas.

Tudo renasce!
Tudo se transforma!
Realizam-se sonhos,
Bordam-se flores,
No caminho sulcado dos amores.

Ventos macios, coloridos,
Com gosto de bonança,
Esvoaçam os cabelos da manhã,
Perfumando rios e matas.
O riacho marulha um canto de paz.
O amor se faz!

Tudo se agita, se multiplica,
Ganha vida, viço e cor,
Enfeitado pelos gorjeios da passarinhada,
Pelo zumbido das abelhas,
Pelo incansável trabalho das formigas.

Tudo renasce,
Cresce e aparece no círculo da vida.
A natureza se multiplica em berços...
Em rebentos alvissareiros,
Nos canteiros dos jardins,
E nos olhos que há em mim.

Nos meus cantos,
Também é primavera.
Escondo-me na semente,
Transmudo-me na alegria de viver.

7 comentários:

  1. Esse poema é lindoooo.
    Você tem talento Regina Helena.
    Tem meus parabéns.
    Porque não vira cantora?
    kkkkkkkkkk.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. muito legal esse poema eu vo ate passar para uma cartolina,muito massa amei tomare que eu tire 10 nesse trbalho

    ResponderExcluir
  4. Esse poema é muito massa,vou passar para um cartolina e fazer o meu trabalho sobre a primavera tomare que eu tire 10 nesse trabalho...

    ResponderExcluir