11 de mai de 2012

Noturno



A noite desabou sobre mim
e, como um manto de tristeza e dor,
envolveu-me inteira, e inteira também,
minha vida desabou.

Quem dera já viesse o amanhecer,
o claro da manhã e o som dos pássaros.
E com ele a esperança de esquecer
a tristeza que na noite me invade.

Regina Helena

Enquanto não...



Enquanto não...

Enquanto não superarmos
a ânsia do amor sem limites,
não podemos crescer
emocionalmente.

Enquanto não atravessarmos
a dor de nossa própria solidão,
continuaremos
a nos buscar em outras metades.
Para viver a dois, antes, é
necessário ser um.

Fernando Pessoa

10 de mai de 2012

MATINAL



Na bruma do cenário matutino,
O coração virente da floresta
Lembra um antigo templo bizantino,
Uma sonora catedral em festa

Agora, o bando de sabiás se apresta
Para cantar, solenemente, um hino.
E, do turíbulo das flores, lesta,
A brisa faz subir o incenso fino.

A cerimônia excelsa tem início.
Reconcentrada em prece emocionante,
A mata imensa fica silenciosa.

O próprio Deus celebra o sacrifício
E ergue no céu, num símbolo brilhante,
A hóstia do sol, serena e esplendorosa.


Helena Kolody

Garcia Lorca




Para visualizar, clique na imagem.

Para baixar,CLIQUE na seta abaixo:



Obs.: Quando terminar de baixar, abra a pasta de download e arraste o arquivo compactado para a área de trabalho do seu pc. Clique nele com o botão auxiliar do mouse e em "Abrir Aqui". Pronto. Já está instalado. Agora é só dar um duplo clique e ver o e-book.





7 de mai de 2012

Hermann Hesse





Para baixar,CLIQUE na seta abaixo:





6 de mai de 2012

A vida é....


A vida é como uma viagem de trem!
Com estações, cidades e estradas.
Flores em algumas paisagens,
pedras ou espinhos em outras.

Às vezes, numa noite tenebrosa,
um temporal imenso!
Ou num dia primaveril,
onde tudo nos sorri.

Pode ser uma longa viagem...
Ou apenas um pequeno passeio!

É um trem que nunca para,
ou para apenas para que
uns entrem e outros saiam...
... incessantemente

Regina Helena

e-book - Vieira Calado



Para visualizar, clique na imagem.

e-book - Vicente Ferreira da Silva


Para visualizar, clique no livro

...E eu esqueci teu rosto!



...E eu esqueci teu rosto!
Por um breve momento,
esqueci teu rosto.

A serenidade do teu semblante,
o brilho do teu olhar,
a mansidão do teu falar.

Eu esqueci teu rosto
e entrei em pânico!

Impossível viver
sem a nitidez dessas lembranças!

Mas uma luz se acendeu
e tudo voltou!

- a visão de um anjo,
que nos guiou na infância
e assim permanece, apesar dos anos!

Regina Helena