6 de mai de 2012

...E eu esqueci teu rosto!



...E eu esqueci teu rosto!
Por um breve momento,
esqueci teu rosto.

A serenidade do teu semblante,
o brilho do teu olhar,
a mansidão do teu falar.

Eu esqueci teu rosto
e entrei em pânico!

Impossível viver
sem a nitidez dessas lembranças!

Mas uma luz se acendeu
e tudo voltou!

- a visão de um anjo,
que nos guiou na infância
e assim permanece, apesar dos anos!

Regina Helena

Nenhum comentário:

Postar um comentário