6 de abr de 2012

solidão era eterna



A solidão era eterna
(Juan Ramón Jiménez)

A solidão era eterna
e o silêncio inacabável.
Detive-me com uma árvore
e ouvi falar as árvores.

Juan Ramón Jiménez

Um comentário: