6 de nov de 2009

Passagens



Entro e saio de ti
sem sentir
resistências
nem percebo as portas
ou se existem
paredes
nesta residência
onde vive tua alma
livre e enluarada
beijo teu coração
entre alado e aflito
atravesso janelas, descubro
escadas e transparências
encontro sótãos, saídas
visito teus porões
e labirintos, jardins
sinto saudades do eterno
presente em ti
e em mim...

Ana Luisa Kaminski


Seja bem vindo! Volte sempre e,
por favor, deixe um comentário.

Um comentário: