8 de out de 2009

Busca


Busca

Na rua escura caminho, enquanto a chuva cai
formando com as minhas lágrimas
uma densa cortina que não me separa
da dor de te buscar

Em meio ao som da chuva
ouço o meu coração
batendo na cadência dos meus passos,
arrastando a água...

tudo é inútil, eu sei
e vejo agonizar em mim a esperança.

...e então, mergulho de vez na embriaguez
da mística loucura da saudade.

Regina Helena

3 comentários:

  1. y aquí estoy disfrutando de tu bello espacio, te sigo por el otro blog Passion y quise leerte por aquí, me encanta tu poema con tanto sentimiento, te dejo mis humildes felicitaciones y un cálido abrazo desde Buenos Aires, gracias por compartir.

    ResponderExcluir
  2. Gracias por tu visita y por tus palabras. Un abrazo.

    ResponderExcluir
  3. A presença de vcs é minha alegria. Obrigada. Voltem sempre.

    ResponderExcluir