19 de set de 2009

Saudades de mim...

Tereza, Hermano e eu no meio

Saudades de mim...

Dias sombrios e longas noites
de rumores e medo sem medida.
Pingos de chuva no telhado,
e o lamento de um cão distante
que parecia não ter fim.

Hora de viver o sonho,
o raiar do dia.
Ver os riachinhos,
sentir a terra ceder aos nossos pés
minando água pura,
como puras eram as nossas lágrimas.

O verde era sem limite
e a sequidão ainda maior.
O círculo da minha terra:
- Sol excessivo, como a água após.

Saudades de mim... Dos meus pais.
Dos meus irmãos, o amor maior!
Foi essa a minha infância,
em meio à dor da enfermidade.
Ainda assim, maior é a Saudade!


Regina Helena




Letrinha e desenho da minha mãe

Nenhum comentário:

Postar um comentário